Arvo Pärt

Paide, 11 de Setembro de 1935

  • Arvo Pärt, compositor nascido na Estónia, país da antiga União Soviética, é um dos compositores mais venerados e ouvidos nos meios católicos. O cume dessa veneração terá sido o recente convite de Roma para membro do Conselho Pontifício da Cultura. Crente e compositor, em ruptura com o regime comunista decidiu, em 1980, emigrar com a família. Viveu na Alemanha e na Áustria, onde se naturalizou. Regressou ao seu país em 2000.

    A sua obra e o seu pensamento têm atravessado várias etapas estilísticas e de linguagem até desaguar, na tradição do diatonismo e modalismo antigos, num estilo hierático, místico, litúrgico. O carácter neutro da harmonia neotonal cria no ouvinte esse conforto de estados hipnóticos, místicos e envolventes na esteira longínqua das liturgias musicais. Ausência de tensão, de conflito, de oposições, essência do repetitivismo e do minimalismo: modal, anti-serial ou misto. Malevitch e Mondrian, na pintura, Terry Riley ou Steve Reich na música. Sons de contemplação, de relaxe. Música cinematográfica.  


    2012

  • Obras relacionadas

      • Ordernar por

    • more
x
A Fundação Casa da Música usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras. Para obter mais informações ou alterar as suas preferências, prima o botão "Política de Privacidade" abaixo.

Para obter mais informações sobre cookies e o processamento dos seus dados pessoais, consulte a nossa Política de Privacidade e Cookies.
A qualquer altura pode alterar as suas definições de cookies através do link na parte inferior da página.

ACEITAR COOKIES POLÍTICA DE PRIVACIDADE