Error loading MacroEngine script (file: artista-header.cshtml)
  • Vencedor do Concurso Rainha Isabel de Bruxelas (2010) com apenas 23 anos, Denis Kozhukhin consolidou-se como um dos grandes pianistas da sua geração. Dono de uma técnica irrepreensível, combina com mestria brilho, poder e um domínio único da forma, a que se junta a maturidade da sua abordagem.

    Kozhukhin apresenta-se regularmente com as principais orquestras internacionais, como a Orquestra Real do Concertgebouw, a Staatskapelle de Berlim, a Philadelphia Orchestra, as Sinfónicas de Londres, Chicago, São Francisco e Viena, as Filarmónicas de Israel, Roterdão, Londres, Rádio NDE, São Petersburgo, Real de Estocolmo e Oslo, entre outras. Em 2018 estreou-se nos Proms da BBC, interpretando o Concerto para piano n.º 2 de Chostakovitch com a Aurora Orchestra.

    Na temporada 2020/21 estreia-se com a Filarmónica de Los Angeles, as Sinfónicas de Malmö, Antuérpia, Bilbau e ADDA e Filarmónica de Szcezcin. Regressa à Philharmonia Orchestra, à Filarmónica de Londres, à Sinfónica Escocesa da BBC, à Sinfónica Nacional Belga, à Sinfónica do Estado de Moscovo, à Filarmónica de São Petersburgo, às Sinfónicas de Gävle (Suécia), Islândia e Colorado e à Orquestra do Centro Nacional de Artes do Espectáculo de Pequim. Apresenta-se em digressão na Europa e nos Estados Unidos da América, com Janine Jansen, e em recital nas salas Boulez Saal, Elbphilharmonie, Konzerthaus de Viena, Casa da Música e Harpa (Islândia). É artista convidado do Festival da Primavera de Praga, do Festival Internacional de Malta, do Festival de Piano de Ruhr, do Festival da Arménia e do Festival de Música de Câmara de Jerusalém.

    A sua mais recente gravação das Variações Sinfónicas de César Franck, com a Filarmónica de Luxemburgo sob a direcção de Gustavo Gimeno, foi lançada pela editora Pentatone em Junho de 2020 e aclamada pela crítica. O último trabalho a solo, que incluiu as Canções sem Palavras de Mendelssohn e as Peças Líricas de Grieg, foi escolhido pela Gramophone como “álbum do mês” e nomeado para os Prémios Opus Klassik (2020) nas categorias de “gravação a solo” e “instrumentista do ano”.

    Ávido instrumentista de música de câmara, Kozhukhin é frequentemente convidado para prestigiantes festivais e colabora com músicos como Janine Jansen, Jörg Widmann, Julian Rachlin, Vadim Repin, Leonidas Kavakos, Michael Barenboim, Vilde Frang, Renaud e Gautier Capuçon, Jerusalem Quartet, Pavel Haas Quartet, Elena Bashkirova, Radovan Vlatkovic, Emmanuel Pahud, Alisa Weilerstein, Nicolas Alstaedt, Julian Steckel e Pablo Ferrández, entre outros.

    Denis Kozhukhin nasceu em Nizhni Novgorod (Rússia, 1986), no seio de uma família de músicos. Começou a estudar piano com a mãe, aos 5 anos de idade, e foi orientado por Natalia Fish na Escola de Música de Balakirev. Entre 2000 e 2007, estudou na Escola Superior de Música Rainha Sofia, em Madrid, com Dimitri Bashkirov e Claudio Martinez-Mehner. Completou os estudos na Academia Internacional de Piano de Lake Como, onde recebeu conselhos de Fou Ts’ong, Stanislav Yudenitch, Peter Frankl, Boris Berman, Charles Rosen e Andreas Staier. Em Estugarda foi aconselhado por Kirill Gerstein. Nos últimos anos tem sido orientado pelo maestro Daniel Barenboim.

     


    2020/21

x
A Fundação Casa da Música usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras. Para obter mais informações ou alterar as suas preferências, prima o botão "Política de Privacidade" abaixo.

Para obter mais informações sobre cookies e o processamento dos seus dados pessoais, consulte a nossa Política de Privacidade e Cookies.
A qualquer altura pode alterar as suas definições de cookies através do link na parte inferior da página.

ACEITAR COOKIES POLÍTICA DE PRIVACIDADE