16 nov 2017 quinta-feira 21:00
Sala Suggia
Orquestra Sinfónica da ESMAE
Tradição e modernidade: tributo à nossa herança musical judaica
16 Novembro 2017 Concerto da Memória Sefardita
  • António Saiote direcção musical

    Linet Saul soprano

    Judit Rajk contralto

    Sílvia Sequeira soprano

     

    Hugo Weisgall Psalm of the distant dove, cântico para meio-soprano e piano (orq. Telmo Marques)

    G. F. Händel Três excertos da versão hebraica da oratória Esther

    Shimon Cohen Três canções populares sefarditas

    -

    Arie Bar Droma Una noche al lunar, 10 canções ladinas para vozes e orquestra de cordas

    Nurit Hirsh Oseh Shalom Bimromav (Aquele que faz a paz) (arr. Gyula Fekete)

    Ernest Gold Tema do filme Exodus (arr. Bálint Laczkó)

    António Saiote Tema da memória sefardita

     

    O património musical judaico é homenageado num concerto que junta tradição e modernidade. Escrita em 1732, Esther de Handel é considerada a primeira oratória inglesa. A versão do libreto judaico é de 1759 e foi provavelmente interpretada um ano antes da morte do compositor. O libreto de Jacob Saraval, rabino da Sinagoga Portuguesa em Amesterdão, baseia-se na versão inglesa mas adapta material poético da Bíblia, sobretudo da Páscoa e de Salmos. O concerto da Orquestra Sinfónica da ESMAE é marcado também pelas reflexões de mestres contemporâneos sobre a riqueza da tradição musical sefardita. Arie Bar Dorman e Shimon Cohen, compositores que vivem actualmente em Israel, utilizam conhecidas melodias tradicionais nas suas composições.

    Comentários

    • Orquestra Sinfónica da ESMAE
    • António Saiote
      direcção musical
  • Folha de sala