Abriu o Ano Britânico!
2017-02-01

De 19 a 22 de Janeiro, na Casa Aberta, mostrámos o que fazemos na Casa da Música, através de visitas guiadas, ensaios de agrupamentos residentes, workshops, exposições e concertos de entrada livre. 


De 19 a 22 de Janeiro, na Casa Aberta, mostrámos o que fazemos na Casa da Música, através de visitas guiadas, ensaios de agrupamentos residentes, workshops, exposições e concertos de entrada livre. Por diferentes e improvisados palcos passaram músicos, DJ’s e alunos das escolas de música. Coros infantis e seniores escutaram-se em patamares, escadas e corredores. No Restaurante e Café Casa da Música, a gastronomia acompanhou, igualmente, o País Tema da programação de 2017. No foyer de entrada, os luthiers António e Joaquim António Capela instalaram uma oficina de construção de reparação de instrumentos de corda. E tivemos o som da gaita de foles. Foram quatro de dias de portas abertas que envolveram o God Save the Queen!, o programa oficial de Abertura do Ano Britânico, que percorreu várias épocas da história da música britânica em grandes concertos da Orquestra Sinfónica, do Remix Ensemble e do Coro Casa da Música. Tivemos um coro comunitário a ajudar à interpretação do patriótico hino Rule, Britannia!, e o Serviço Educativo preparou, para os mais novos, To Be or Not to Britten. Um showcase de quatro jovens compositores do Reino Unido e uma conferência sobre o impacto do Brexit na vida musical britânica centraram o debate.

Foram quatro dias de celebração que trouxeram à Casa da Música mais de 21 mil pessoas.