Terraço VIP

Localização: Piso 4

Localizado por cima da Sala 2, o Terraço VIP foi projectado como uma zona técnica à qual os visitantes não teriam acesso. Durante a fase de construção, Rem Koolhaas acabou, todavia, por decidir incluir este espaço no percurso público da Casa, como uma praça interior. Por isto mesmo, a parede do lado esquerdo não foi erguida até cima e do lado direito não existe qualquer parede, apenas guardas de vidro.

 

No tecto há uma grande clarabóia que pode ser aberta mecanicamente, apenas pela equipa de segurança. Tal possibilidade permite considerar este terraço um espaço híbrido: não é bem interior nem exterior, suscitando diferentes leituras consoante a janela esteja aberta ou fechada.

 

Uma acústica não muito favorável inviabiliza aqui a realização de concertos. Os sons do Foyer Sul, das escadas, das bilheteiras e, pontualmente, do exterior do edifício confluem para este local. O terraço é então usado em apoio à Sala VIP e como palco de conferências de imprensa de maiores dimensões, encontros ou conversas com compositores e palestras sobre música e arquitectura, podendo ainda ser alugado a entidades privadas para acolher os mais variados eventos.

 

Actualmente, tem vindo a ser utilizado pelo Gamelão, instrumento da Casa da Música manufacturado por um artesão de Java (Indonésia), o que contribui para a progressiva qualificação deste espaço do ponto de vista da sua polivalência funcional e estética.