Silvestre Revueltas

Santiago Papasquiaro, 31 de dezembro de 1899 /Cidade do México, 05 de outubro de 1940

  • A obra do compositor mexicano Silvestre Revueltas (1899-1940) tem como impressão digital a combinação de motivos rítmicos e melódicos de influência popular dentro da textura orquestral da música ocidental.

    Um dos traços mais característicos da música de raiz sul-americana é a alternância de ritmos simples e compostos que fazem com que, dentro de uma mesma pulsação, a acentuação dos tempos seja diferente. Explorando esta particularidade rítmica, que muitas vezes tem origem na própria acentuação natural dos idiomas indígenas, a par de orquestrações que recuperavam as sonoridades dos instrumentos tradicionais, Revueltas criou uma linguagem muito característica, atraente, plena de humor, e que muitas vezes suscitou comparações com a música de Stravinski. A esse propósito, é importante reter que Revueltas cresceu no México, uma sociedade onde o ensino formal da música era muito conservador e o contacto com as mais recentes correntes musicais da Europa muito escasso. Revueltas apenas se dedicou seriamente à composição a partir dos anos vinte, tendo assumido até então um lugar de destaque como violinista e maestro.


x
A Fundação Casa da Música usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras. Para obter mais informações ou alterar as suas preferências, prima o botão "Política de Privacidade" abaixo.

Para obter mais informações sobre cookies e o processamento dos seus dados pessoais, consulte a nossa Política de Privacidade e Cookies.
A qualquer altura pode alterar as suas definições de cookies através do link na parte inferior da página.

ACEITAR COOKIES POLÍTICA DE PRIVACIDADE