Error loading MacroEngine script (file: artista-header.cshtml)
  • Depois de ser nomeado Maestro Assistente da Sinfónica de Seattle, em 2015, Pablo Rus Broseta tornou-se o seu Maestro Associado. Na temporada de 2017/18, dirige a mesma orquestra em numerosos concertos, incluindo um programa de música russa com a pianista Beatrice Rana, Carmina Burana e um festival de concertos de Prokofieff. Em 2016/17, dirigiu um festival dedicado a concertos de Chostakovitch e um concerto de gala com Yo-Yo Ma. O seu repertório tem-se alargado rapidamente, desde Händel a John Adams, com especial atenção ao grande repertório sinfónico.

    Como convidado, Rus Broseta estreia-se nesta temporada com as Sinfónicas de Houston e Kitchener-Waterloo, e regressa à Sinfónica SWR e à Orquestra de Valência. Em 2016/17, estreou-se com a Sinfónica da Carolina do Norte e regressou à Sinfónica WDR de Colónia e à Orquestra Nacional de Jovens de Valência.

    Em 2014, dirigiu uma apresentação conjunta da Sinfónica SWR e do Ensemble Modern no Festival Musica em Estrasburgo. Desde então, estreou-se com sucesso à frente da Sinfónica da Rádio SWR de Estugarda, da Orquestra Filarmónica de Buenos Aires, da Sinfónica da BBC e da Orquestra Sinfónica da Radio Televisión Española. Em 2016, dirigiu pela primeira vez o Ensemble intercontemporain. Regressa regularmente ao Ensemble Modern e às Orquestras WDR e SWR. Tem colaborado com agrupamentos como a Orchestre Les Siècles – que toca em instrumentos de época –, a Orquestra Beethoven de Bona, a Sinfónica de Bochum, a Filarmónica de Liège e a Orquestra de Valência. Apresentou-se em vários festivais, tais como Klangspuren Schwaz, Transart em Bolzano, Ensems em Valência e Cresc… em Frankfurt. Trabalhou em proximidade com compositores como Wolfgang Rihm, Hans Zender, Johannes Maria Staud, Thomas Adès, Philippe Manoury, Magnus Lindberg, Martin Matalon, Francisco Coll e Luca Francesconi.

    Pablo Rus Broseta estudou composição e saxofone no Conservatório da sua cidade natal, Valência, e direcção em Lyon, no Conservatório de Amesterdão e na Universidade das Artes de Berlim. Recebeu as valiosas orientações de Bernard Haitink, Pierre Boulez, David Zinman, Kurt Masur e Steven Sloane. Foi Maestro Assistente da Orquestra Filarmónica de Liège (2009/10), da Academia Nacional Holandesa de Ópera (2010) e da Orquestra Sinfónica de Jovens de Valência (2010-2013). Em 2011, fundou a orquestra de câmara Grup Mixtour, em Espanha, que continua a dirigir e com a qual procura revitalizar a experiência do concerto através da programação de música de diferentes eras e com variadas estéticas.

     


    2018 

x
A Fundação Casa da Música usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras. Para obter mais informações ou alterar as suas preferências, prima o botão "Política de Privacidade" abaixo.

Para obter mais informações sobre cookies e o processamento dos seus dados pessoais, consulte a nossa Política de Privacidade e Cookies.
A qualquer altura pode alterar as suas definições de cookies através do link na parte inferior da página.

ACEITAR COOKIES POLÍTICA DE PRIVACIDADE