José Eduardo Gomes

Vila Nova de Famalicão, 1983

direcção musical

  • José Eduardo Gomes é maestro titular da Orquestra Clássica do Centro, maestro associado da Orquestra Clássica do Sul e maestro titular da Orquestra Clássica da FEUP. É professor na ESMAE ­– Escola Superior de Música e Artes do Espectáculo do Porto, sendo o maestro responsável pela Orquestra.

    Recentemente foi laureado com o 2º Prémio no concurso Prémio Jovens Músicos, na categoria de Direcção de Orquestra, tendo obtido igualmente o Prémio da Orquestra, e foi semi-finalista no 1º Concorso Città di Brescia Giancarlo Facchinetti (Itália).

    Iniciou os estudos de clarinete na sua cidade natal, V. N. Famalicão. Prosseguiu-os na ARTAVE e na ESMAE, onde se formou na classe de António Saiote, tendo recebido o Prémio Fundação Eng.º António de Almeida. Estudou direcção de orquestra na Haute École de Musique de Genève (Suíça), com Laurent Gay, e direcção coral com Celso Antunes. Realizou masterclasses de direcção com Jorma Panula, António Saiote, Cesário Costa, Jan Cober, Gianluigi Gelmetti, Jesús López Cobos, Alexander Polishuk, Ernst Schelle, Luiz Gustavo Petri, Douglas Bostock, José Rafael Vilaplana e Peter Rundel. Foi distinguido em competições nacionais e internacionais: Prémio Jovens Músicos/RTP; Concurso Marcos Romão e Concurso Internacional Villa de Montroy, Valência.

    É membro fundador do Quarteto Vintage, com o qual se apresenta regularmente em Portugal, Itália, Bélgica, Suíça, Japão e Canadá. É igualmente membro fundador do Serenade Ensemble. Tem sido convidado para trabalhar com orquestras tais como: Sinfónica do Porto Casa da Música, Sinfónica Portuguesa, Orquestra do Algarve, Orquestra de Câmara Portuguesa, Filarmonia das Beiras, Banda Sinfónica Portuguesa, Banda Militar do Porto, Remix Ensemble, Orquestra Gulbenkian, Orquestras Clássicas da Madeira, do Centro, de Espinho e do Sul, Sinfónica da ESART, Sinfónica de Kaposvár (Hungria), entre outras. Foi maestro principal da Orquestra Chambre de Carouge (Suíça) e maestro titular do Coro do Círculo Portuense de Ópera.

    Nos últimos anos, José Eduardo Gomes teve a oportunidade de ser maestro assistente de Martin André na orquestra Momentum Perpetuum na Casa da Música, e de Peter Eötvös com a Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música, dois momentos muito importantes do seu desenvolvimento como maestro. Tem tido também o prazer de dirigir solistas como Bruno Giuranna, Atar Arad, Helen Callus, Roger Meyers, Armando Mota, Iva Barbosa, João Mendes, Otto Pereira, João Sousa, Francisco Luís Vieira, Ana Luísa Pereira, Carolino Carreira, Francisco Pérez, Mário Laginha, André Dias, Joana Seara, Rui Gama, Ana Maria Pinto, Agostinho Sequeira, Tamila Kharambura, Job Tomé, Luísa Tender, Henk van Twillert, Vitorino, Aldo Salvetti, Armando Mota, Ricardo Gaspar, Pedro Lopes, Adriano Jordão, José Corvelo, Tomás Matos, Artur Pizarro, Marina Pacheco, Sofia Escobar, Sérgio Pacheco, Diemut Poppen, Maria Elisabeth Lott, Sebastian Klinger ou Natalia Pegarkova.

    Outra parte importante de seu trabalho é dedicado a orquestras de jovens, tais como a Orquestra Geração em Portugal, e em estabelecimentos de ensino como a Escola Profissional de Música de Viana do Castelo, a ARTAVE, a Academia de Música de Costa Cabral, a Escola Profissional da Jobra, a EPABI, a Academia de Vale do Sousa e a Academia de Castelo de Paiva.


    2017/18