Gregory Rose

direcção musical

  • Gregory Rose dirigiu o Coro Casa da Música em Janeiro de 2015, num programa que incluía a obra Consolations II de Helmut Lachenmann. Em Fevereiro deste ano, a sua composição Stabat Mater foi estreada por este coro sob a direcção de Paul Hillier.

    Gregory Rose tem dirigido orquestras, ensembles e coros na Europa e no Extremo Oriente, apresentando sobretudo repertório romântico e contemporâneo. Entre as formações corais com as quais tem trabalhado incluem-se o Coro de Câmara da Holanda, Coro da Rádio WDR (Alemanha), Groupe Vocal de France, Coro da Rádio Holandesa, BBC Singers, Coro Filarmónico de Singapura e Coros de Câmara da Estónia e da Lituânia. Dirigiu ainda óperas de Bizet, Scott Jopplin, Virgil Thomson, Berthold Goldschmidt, Samuel Barber, Nino Rota, Stravinski, Gian Carlo Menotti, Prokofieff e Toshio Hosakawa. Colaborou com as Orquestras Sinfónicas da Rádio Finlandesa, de São Petersburgo, da Rádio Polaca, as Sinfónicas Nacionais da Estónia, Letónia, Lituânia e Irlanda, a Filarmónica de Londres, a BBC Concert Orchestra, a Jupiter Orchestra & Singers (da qual é fundador e director artístico), o ensemble vocal amplificado SingCircle e o CoMA London Ensemble. Em 2016 e 2017 dirigiu missas litúrgicas em Colombo (Sri Lanka), com 4 mil comungantes.

    A obra de Gregory Rose como compositor inclui Danse macabre, uma obra de teatro musical estreada com grande sucesso em Tallinn, em 2011, e gravada na mesma cidade em 2014. Uma das 17 missas que compôs, Sancta Pauli Apostoli, ganhou a categoria de Música Litúrgica nos British Composer Awards 2006. A sua extensa produção engloba obras orquestrais e instrumentais e muitos arranjos – incluindo para álbuns de Diana Ross and Linda Ronstadt. Está actualmente a terminar um Concerto para violino para ser apresentado em Abril de 2018. Acaba de gravar um CD com uma selecção das suas obras corais com o Coro da Rádio da Letónia (Toccata Classics).

    Gregory Rose trabalhou em grande proximidade com compositores como Stockhausen, Cage e Steve Reich e tem participado em festivais por toda a Europa, incluindo dois Concertos Promenade da BBC com o Singcircle. Em 2012 colaborou na gravação de estreia de Song Books, a icónica obra de John Cage, para a editora Sub Rosa, que esgotou logo na primeira edição. Brevemente regressar à obra Stimmung de Stockhausen, celebrando 40 anos desde que a produziu pela primeira vez no Reino Unido. Gravou para muitas estações de rádio e televisão e fez gravações aclamadas para as editoras Toccata Classics, Chandos, Hyperion, Wergo, Continuum, October Music, Dacapo e Naxos. É professor de direcção e staff conductor no Trinity Laban.

     


    2017

  • Obras relacionadas

      • Ordernar por

    • more