José Rafael Pascual Vilaplana

Alicante, 1971

direcção musical

  • Natural de Muro, Alicante (1971), aí inicia os estudos musicais em bombardino e piano, na Escola de Música da Unión Musical de Muro, prosseguindo-os nos Conservatórios de Alcoi e Valência. Estudou Direcção de Banda com Jan Cober, Eugene Corporon, Karl Österreicher, Hans Graf, Yuji Yuhasa e Georges Pehlivanian.

    Tem sido maestro convidado de inúmeras formações sinfónicas na Argentina, Alemanha, Bélgica, Colômbia, Cuba, Eslovénia, Espanha, Holanda, Inglaterra, Itália, Portugal, Roménia e Suíça. Tem dirigido diversas bandas como a Banda Nacional de Cuba, Jungend Blassorchester de Baviera (Orquestra de Jovens da Baviera), Banda Militar de Liubliana, Banda Nacional Juvenil e Banda da Marinha Real de Holanda, Banda Sinfónica Portuguesa, Banda Municipal de Buenos Aires, Bandas Municipais da Corunha, Alicante, Barcelona, Bilbao, Castellón, Madrid, Pontevedra, Tenerife, Santander, Santiago de Compostela, Vitoria, Banda de MUSIKENE, Canárias, Valência, Navarra e Múrcia, Banda do Conservatório Superior de Jaén e das Canárias, Banda e Orquesta Sinfónica de Conservatório Superior das Astúrias, Banda Juvenil Nacional de Colômbia, Orquestra Jovem de Sopros da Associação Mundial das Bandas Sinfónicas e Ensembles (WASBE), Sinfónica de Matanzas (Cuba) e do Bucareste (Roménia), Filarmónicas das Canárias, Múrcia, Vallés, Castellón e Orquestra Camera Musicae de Tarragona.

    Entre 2001 e 2014, foi maestro titular da Orquestra Sinfónica de Albacete, realizando inúmeras produções sinfónicas e cénicas. Actualmente é Maestro Titular da Banda Municipal de Bilbao e Maestro Principal Convidado da Sinfónica de Universidade Católica António de Múrcia e da Banda Sinfónica Portuguesa. Fundou e dirige desde 2002 a Orquestra de Sopros Filharmonia. É professor de direcção de banda da escola Vall d’Albaida, no ISEB de Trento, e é director artístico (desde 2009) do Curso Internacional de Aperfeiçoamento Musical do Instituto Musical G. A. Fano em Spilimbergo (Itália). É compositor de diversas obras de câmara, sinfonias, coros e música incidental para teatro, assim como do musical Balansiyyà.

    Foi distinguido com a “Batuta del Mtro. Tomás Boufartigue” em Havana (1991). Ganhou o 1º Prémio nos Concursos Internacionais de Direcção do WMC de Kerkrade (Holanda, 1997) e da EBBA em Birmingham (Inglaterra, 2000). Em 2004 foi galardoado com o Prémio EUTERPE nas categorias de Direcção de Banda e Composição de “Música para la Fiesta”, pela Federação de Associações Musicais de Valência. Em 2010 recebeu o Prémio Nacional de Música “Ignacio Morales Nieva”, atribuído pelo Festival de Música de Castela-Mancha.

    Em 2018, José Rafael Pascual Vilaplana tornou-se Maestro Titular da Banda Municipal de Barcelona.

     


    2018

x
A Fundação Casa da Música usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras. Para obter mais informações ou alterar as suas preferências, prima o botão "Política de Privacidade" abaixo.

Para obter mais informações sobre cookies e o processamento dos seus dados pessoais, consulte a nossa Política de Privacidade e Cookies.
A qualquer altura pode alterar as suas definições de cookies através do link na parte inferior da página.

ACEITAR COOKIES POLÍTICA DE PRIVACIDADE