Error loading MacroEngine script (file: artista-header.cshtml)
  • Benjamin Bruns teve aulas privadas de canto com Peter Sefcik e ingressou depois na Academia de Música e Teatro de Hamburgo, na classe de Renate Behle. Ainda estudante foi contratado pelo Teatro de Bremen, o que lhe permitiu abordar um repertório muito vasto desde muito cedo. Seguiram-se contratos nas Óperas de Colónia e Dresden e, actualmente, na Ópera de Viena.

    O seu repertório inclui papéis tão diversos como ‘Belmonte’ (O Rapto do Serralho), ‘Tamino’ (A Flauta Mágica), ‘Don Octavio’ (Don Giovanni), ‘Ferrando’ (Così fan tutte), ‘Camille, Conde de Rosillon’ (A Viúva Alegre), ‘Froh’ (O Ouro do Reno), ‘Lysander’ (Sonho de Uma Noite de Verão de Britten), ‘Príncipe Ramiro’ (La Cerentola), ‘Boris Grigojevič’ (Kátja Kabanová), ‘Erik’ e ‘Daland’ (O Navio Fantasma) e o ‘Tenor Italiano’ nas óperas Capriccio e O Cavaleiro da Rosa de Richard Strauss.

    Na temporada de 2017/18, interpreta ‘Silla’ (Lucio Silla de Mozart) no Teatro Real Madrid; estreia-se nos papéis de ‘Matteo’ (Arabella) na Ópera da Baviera em Munique, ‘Loge’ (O Anel) na Ópera Chemnitz e ‘Leukippos’ (Daphne) na Ópera de Viena.

    Paralelamente à ópera, os recitais de canto e a oratória desempenham um papel muito importante na carreira de Benjamin Bruns. No repertório de concerto destacam-se as grandes obras sacras de Bach, Handel, Haydn, Mozart, Schubert e Mendelssohn, actuando com as mais prestigiadas orquestras. Nesta temporada canta O Navio Fantasma de Wagner em versão de concerto com a Filarmónica de Munique (Valery Gergiev), Le Vin herbé de Frank Martin com o Gaechinger Cantorey e o Bach-Collegium Stuttgart (Christoph Rademann), Requiem de Mozart com a Sinfónica de Xangai (Andris Poga) e A Paixão segundo São João de Bach com a NDR Radiophilharmonie de Hanôver (Andrew Manze).

    Benjamin Bruns foi premiado no Concurso Federal de Canto em Berlim, no Concurso Mozart de Hamburgo e no Concurso Internacional de Canto do festival Kammeroper Schloss Rheinsberg. Recebeu ainda o Prémio Kurt Hübner (2008) atribuído pelo Theater Bremen e o Prémio Jovens Músicos (2009) do Festival de Schleswig-Holstein.

     


    2017

x
A Fundação Casa da Música usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras. Para obter mais informações ou alterar as suas preferências, prima o botão "Política de Privacidade" abaixo.

Para obter mais informações sobre cookies e o processamento dos seus dados pessoais, consulte a nossa Política de Privacidade e Cookies.
A qualquer altura pode alterar as suas definições de cookies através do link na parte inferior da página.

ACEITAR COOKIES POLÍTICA DE PRIVACIDADE