Error loading MacroEngine script (file: artista-header.cshtml)
  • Manuel Campos (1971) é um nome destacado do panorama da percussão portuguesa contemporânea, ao mesmo tempo que ensina e coordena a Área de Percussão da Escola Superior de Música e Artes do Espectáculo do Porto.

    Iniciou a sua formação musical na Escola de Música da Sociedade Filarmónica Vestiariense Monsenhor José Cacella, concluindo esse primeiro estádio na Escola Profissional de Música de Espinho. Obteve, pelo seu desempenho artístico e académico, uma bolsa da Fundação Calouste Gulbenkian para estudar na Escola Superior de Música de Würzburg sob a orientação de Siegfried Fink e Mark Lutz. Estudou ainda no Conservatório de Roterdão, onde obteve, sob direcção de Robert van Sice e Miguel Bernat, o seu Diploma UM (Solista) em Marimba.

    A sua formação como músico e instrumentista é completada pelas participações em masterclasses de nível internacional, das quais se destacam as realizadas com nomes tão importantes do panorama internacional da percussão como: Evelin Glennie, Keiko Abe, Sunergy, Robert van Sice, Fritz Hauser, Glen Velez, Les Percussions de Strasbourg, Percussion Group Cincinnati, Markus Leoson, Nebojsa Zivkovic, Daniel Berg, Miguel Bernat, Leight H. Stevens, Silvio Gualda, Kroumata Percussion Group.

    Repartindo actualmente a sua actividade entre a pedagogia e a carreira como instrumentista, destaca-se a sua condição de percussionista no Drumming – Grupo de Percussão, agrupamento de que é co-fundador e que possui um destacado currículo internacional, para além de músico efectivo do Remix Ensemble Casa da Música, cuja formação integra desde a fundação, em 2000, deste que é um dos grandes agrupamentos de referência europeia e mundial na música contemporânea, com apresentações regulares nos maiores palcos nacionais e por toda a Europa.

    Salienta-se ainda a actividade de Manuel Campos como percussionista freelancer em projectos a solo e/ou em colaboração com orquestras e agrupamentos musicais diversos, bem como a direcção artística de diferentes projectos ligados à interpretação musical. Destacam-se as suas colaborações com as Orquestras Gulbenkian, Nacional do Porto, Sinfónica Portuguesa e Metropolitana de Lisboa, bem como com as formações de referência no panorama português da música contemporânea como sejam a Oficina Musical (fundada por Álvaro Salazar) ou o Grupo Música Nova (fundado por Cândido Lima).

     

     


     Junho 2016

x
A Fundação Casa da Música usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras. Para obter mais informações ou alterar as suas preferências, prima o botão "Política de Privacidade" abaixo.

Para obter mais informações sobre cookies e o processamento dos seus dados pessoais, consulte a nossa Política de Privacidade e Cookies.
A qualquer altura pode alterar as suas definições de cookies através do link na parte inferior da página.

ACEITAR COOKIES POLÍTICA DE PRIVACIDADE