Error loading MacroEngine script (file: artista-header.cshtml)
  • O repertório de Alina Ibragimova estende-se desde o período Barroco às encomendas de novas obras, tanto em instrumentos modernos como antigos. A sua reputação enquanto uma das personalidades mais talentosas e fascinantes entre os virtuosos do violino foi ilustrada com uma presença destacada nos BBC Proms 2015, onde interpretou um concerto com orquestra sinfónica, outro com um ensemble barroco e dois recitais no Royal Albert Hall com a integral das partitas e sonatas de Bach. Com estas performances conquistou os vários públicos e mereceu os seguintes comentários do jornal The Guardian: “A abordagem directa e honesta de Ibragimova tem a curiosa capacidade de fazer colapsar qualquer sensação de distância entre a intérprete e o ouvinte.”

    A sua agenda de concertos recentes e próximos inclui estreias com as Sinfónicas de Boston e Montréal, Konzerthaus de Berlim, Sinfónica Alemã de Berlim, Sinfónica de Viena, Camerata Salzburg, Filarmónica Real de Estocolmo, Filarmónica Nacional da Hungria, Orquestra de Câmara Escocesa e Sinfónica de Tóquio. Volta a colaborar com a Sinfónica de Londres, a Sinfónica da BBC e a Orquestra de Câmara da Europa, e faz residências na Filarmónica de Estrasburgo e Casa da Música no Porto, para além de uma digressão prolongada na Austrália (Orquestras Sinfónicas de Sidney, Melbourne, Adelaide e Tasmânia).

    Em recital, Alina Ibragimova tem-se apresentado em salas como Wigmore Hall em Londres, Concertgebouw em Amesterdão, Mozarteum em Salzburg, Musikverein em Viena, Park Avenue Armory e Carnegie Hall em Nova Iorque, Palais des Beaux Arts em Bruxelas, Théâtre des Champs-Elysées em Paris, Vancouver Recital Series, San Francisco Performances, e em festivais tais como os de Salzburgo, Verbier, Gstaad, MDR Musiksommer, Manchester International, Lockenhaus, Lucerna, Mostly Mozart em Nova Iorque e Aldeburgh.

    A sua parceria de longa duração em duo com o pianista Cédric Tiberghien deu origem às muito bem-sucedidas integrais das Sonatas para violino de Beethoven e das Sonatas para violino e teclado de Mozart, apresentadas no Wigmore Hall. Entre os planos futuros do duo incluem-se grandes digressões no Japão e América do Norte.

    Alina Ibragimova nasceu na Rússia, em 1985, e estudou na Escola Gnesin de Moscovo antes de se mudar para o Reino Unido em 1995, frequentando a Yehudi Menuhin School e o Royal College of Music. Foi membro do programa Kronberg Academy Masters. Natasha Boyarsky, Gordan Nikolitch e Christian Tetzlaff foram alguns dos seus professores.

    Entre os prémios que recebeu incluem-se: Royal Philharmonic Society Young Artist Award 2010, Borletti-Buitoni Trust Award 2008 e Classical BRIT Young Performer of the Year Award 2009. Integrou o programa BBC New Generation Artists Scheme 2005-7. Foi distinguida com o título de Membro da Ordem do Império Britânico (MBE) em 2016. Grava para a Hyperion Records e toca um violino Anselmo Bellosio de c.1775 cedido gentilmente por Georg von Opel.

     


    2016

  • Obras relacionadas

      • Ordernar por

    • more
  • Ver & Ouvir

x
A Fundação Casa da Música usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras. Para obter mais informações ou alterar as suas preferências, prima o botão "Política de Privacidade" abaixo.

Para obter mais informações sobre cookies e o processamento dos seus dados pessoais, consulte a nossa Política de Privacidade e Cookies.
A qualquer altura pode alterar as suas definições de cookies através do link na parte inferior da página.

ACEITAR COOKIES POLÍTICA DE PRIVACIDADE