Error loading MacroEngine script (file: artista-header.cshtml)
  • A Jovem Orquestra Portuguesa é uma iniciativa da Orquestra de Câmara Portuguesa, lançada em 2010 pelo seu director artístico, o maestro e solista Pedro Carneiro, em conjunto com a equipa da OCP e o apoio da Linklaters. É dedicada aos jovens músicos de todo o país entre os 14 e os 23 anos, seleccionados pela sua excelência, talento e potencial. Estes jovens são formados pelo director artístico, os músicos e ensaiadores convidados da OCP.

    A JOP ingressou na Federação Europeia de Jovens Orquestras Nacionais em 2013, e em 2015 acolheu a Assembleia Geral em Lisboa, realizada na Biblioteca Nacional com o apoio institucional da DGArtes. Desde então, realizaram-se inúmeros intercâmbios entre os membros da JOP e de jovens orquestras congéneres, de Espanha, França, Itália, Irlanda, Roménia e Finlândia, ao abrigo do programa MusXchange – financiado pela União Europeia.

    A JOP é presença assídua nos Dias da Música em Belém, e internacionalizou-se em 2014 no Festival de Kassel, apresentando a estreia mundial de Greeting, do compositor João Madureira, a par da Sinfonia n.º 4 de Schumann e da Sinfonia n.º 6 de Tchaikovski. No ano seguinte regressou a Kassel, mas esteve também em Berlim, onde se estreou no mais importante festival mundial de jovens orquestras: o Festival Young Euro Classic, na mítica Konzerthaus. Além da Sagração da Primavera de Stravinski e da Sinfonia Concertante de Mozart, com os solistas Pedro Lopes (violino) e Ricardo Gaspar (viola), a JOP estreou uma criação do jovem compositor português Pedro Lima Soares: Once Again – Eternal Goodbyes, uma encomenda JOP-OCP. Em 2016 viajou até à Roménia, apresentando-se no Ateneu Romeno de Bucareste e na Estância de Sinaia. A recepção foi extraordinária, tanto da crítica como do público, como já sucedera nos anos anteriores em Kassel e em Berlim.

    Depois de se ter estreado no Festival Young Euro Classic em 2015, a JOP voltou em 2017, proporcionando nova estreia mundial, desta vez de uma jovem compositora nacional: Mariana Vieira, que saiu vencedora do prémio de composição do festival, com Raiz – Concerto para oboé, clarinete, tuba, harpa, contrabaixo, marimba e orquestra (encomenda JOP-OCP). O concerto da JOP foi gravado para posterior transmissão pela Deutschlandfunk Kultur, assim como pela Antena 2.

    O Festival Young Euro Classic é um dos mais prestigiantes festivais de jovens orquestras do mundo, onde a JOP já tem novo concerto marcado para 2019.

     

     


    2018

x
A Fundação Casa da Música usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras. Para obter mais informações ou alterar as suas preferências, prima o botão "Política de Privacidade" abaixo.

Para obter mais informações sobre cookies e o processamento dos seus dados pessoais, consulte a nossa Política de Privacidade e Cookies.
A qualquer altura pode alterar as suas definições de cookies através do link na parte inferior da página.

ACEITAR COOKIES POLÍTICA DE PRIVACIDADE