Johannes Kammler

barítono

  • O barítono alemão Johannes Kammler começou os estudos musicais no Coro Infantil da Catedral de Augsburg, a sua cidade natal, e estudou canto em Freiburg, Toronto e na Guildhall School de Londres. Nas temporadas de 2015/16 e 2016/17, foi membro do estúdio de ópera da Ópera Estatal da Baviera em Munique, tendo trabalhado com maestros como Kirill Petrenko, Bertrand de Billy, Oksana Lyniv, A partir da temporada de 2017/18, é solista no ensemble da mesma companhia.

    Apresentou-se em concerto, como solista, com a Filarmónica de Berlim, a Sinfónica de Londres e a Sinfónica Simón Bolívar da Venezuela, sob a direcção dos maestros Sir Simon Rattle, Gustavo Dudamel, Sir Mark Elder ou Marin Alsop, em cidades como Londres, Berlim, Hamburgo, Baden-Baden, Moscovo e ainda Caracas e Los Angeles.

    Em Agosto de 2015, estreou-se no Festival de Verbier como Marcelloem La bohème de Puccini. No Verão do ano passado, cantou o War Requiem de Britten numa produção cénica de Calixto Bieito para a Den Norske Opera em Oslo. Em Outubro seguinte, foi convidado pelo prestigiado Oxford Song Festival para um recital com Roger Vignoles, recebendo desde então convites para recitais por toda a Europa.

    Na temporada de 2016/17, Johannes Kammler interpretou A Criação de Haydn sob a direcção de Gustavo Dudamel, no Disney Concert Hall com a Filarmónica de Los Angeles, bem como com a NDR Elbphilharmonieorchester dirigida por Thomas Hengelbrock, integrado no programa de abertura da nova sala de concertos Elbphilharmonie em Hamburgo. Papéis como ‘Ruggiero’em La Juive de Halévy, ‘John Sorel’em The Consul de Menotti ou ‘Scherasmin’ em Oberon de Weber, todos eles na Ópera Estatal da Baviera, resultaram invariavelmente em óptimas críticas.

    Entre os seus compromissos actuais e futuros, destaca-se a estreia no papel de ‘Belcore’ em L’elisir d’amore em Florença, novamente o War Requiem no Porto, recitais com Roger Vignoles em salas como Wigmore Hall, Schloss Elmau e de Doelen em Roterdão, ‘Celebrant’na Missa de Bernstein e vários novos papéis na Ópera da Baviera (Barbeiro, Arabella, Da Casa dos Mortos, Carmen e Vésperas Sicilianas).


    2017

  • Obras relacionadas

      • Ordernar por

    • more