Elisabete Matos

soprano

  • Elisabete Matosnasceu em Caldas das Taipas, Portugal, e comemorou já 25 anos de carreira. Desde a sua estreia internacional em Hamburgo, pisou os mais importantes teatros do mundo tais como: Metropolitan de Nova Iorque, Scala de Milão, Staatsoper de Viena, Deutsche Opera de Berlim, São Carlos de Nápoles, La Fenice de Veneza, Capitole de Toulouse, Teatro Real de Madrid, Liceu de Barcelona, Teatro Nacional do Japão, N.C.P. da China, Ópera de Los Angeles, Ópera de Washington, São Carlos de Lisboa, Ópera do Reno, Reggio de Turim, Ópera de Roma e Ópera de Nice, entre tantos outros.

    O seu repertório de ópera inclui papéis de soprano spinto e dramática, entre os quais Elsa e Ortrud (Lohengrin), Irene (Rienzi), Sieglinde e Brünhilde (Die Walküre), Senta (Der Fliegende Holländer),Elizabeth (Tannhäuser), Isolde (Tristan und Isolde), Ifigénie (Ifigénie en Tauride), Santuzza (Cavalleria rusticana), Floria Tosca (Tosca),Turandot (Turandot),Gioconda (La Gioconda), Dolly (Sly), Kátia (Katia Kabanova), Chiméne (Le Cid),Cassandra (Les Troyens), Madame Lidoine (Les dialogues des carmélites), Elle (La voix humaine), Dolores (La Dolores), Margarita (Margarita la Tornera), Salud (La vida breve), Marigaila (Divinas palabras), Gaudí, Manon (Manon Lescaut), Abigaille (Nabucco), Lady Macbeth (Macbeth), Amélia (Simon Boccanegra), Alice (Falstaff), Violeta (Traviata), entre outros.

    É também regularmente convidada das principais salas de concerto, apresentando um repertório que vai de Bach à música contemporânea, incluindo lieder e repertório sinfónico.

    Em 2000 foi agraciada com o Grammy pela participação da gravação para a DECCA da Ópera “La Dolores” com Plácido Domingo.

    Foi distinguida com o grau de Oficial da Ordem do Infante D. Henrique, a medalha de Ouro de Mérito Artístico da Cidade de Guimarães, o Prémio Lyons della Lírica Italiana, o Prémio Bordalo da Imprensa, e foi nomeada Grã-Oficial da Ordem do Infante D. Henrique. Foi condecorada com a Medalha de Mérito Cultural, pelo Ministério da Cultura.

    Estreou-se em Portugal como Frasquita na ópera Carmen de Bizet com o CPO.

     


    2016