Orquestra Sinfónica da ESMAE

Portugal, Porto, 1994

  • A Escola Superior de Música, Artes e Espectáculo do Instituto Politécnico do Porto criou, em 1994, uma Orquestra que tem como objectivo o enriquecimento curricular e pedagógico, e a possibilidade de proporcionar aos alunos uma melhor facilidade de integração no seio de agrupamentos profissionais e orquestras nacionais.

    Designada inicialmente Sinfonieta, com uma estrutura clássica, foi criada em parceria com a Escola Profissional de Música de Espinho. Progressivamente foi-se solidificando e alargando, em paralelo com o crescimento da ESMAE em cursos e alunos, até se transformar na Orquestra Sinfónica da ESMAE.

    É considerável e representativo o reportório já abordado pela Orquestra. A qualidade do trabalho tem sido reconhecida, quer através de apreciações elogiosas de maestros convidados, quer em críticas e artigos de revistas especializadas. Saliente-se em particular a revista Le Monde de la Musique, a qual, quando da interpretação de Petruchka de Stravinski pela Orquestra Sinfónica da ESMAE, publicou um artigo intitulado “Le Renouveau du Portugal”, com o subtítulo“L’Orchestre de la ESMAE, vous connaissez?”.

    A Orquestra Sinfónica da ESMAE ocupa um lugar central na formação dos alunos, assim como na própria imagem da escola. O reportório da Orquestra demonstra uma preocupação em dar a conhecer aos alunos um largo espectro de obras, não descurando a componente técnica intrínseca a cada uma. A preparação dos alunos para os estágios da Orquestra é assegurada pelos professores das várias áreas em forma de ensaios de naipe. Todos os pormenores técnicos musicais e problemas de tocar em naipe são tratados previamente. Em grupos pequenos, os alunos podem fazer a experiência de liderar um naipe, sempre que reúnam as capacidades técnicas, mas também humanas, para o fazer.

    Igualmente no âmbito da ópera e da música coral-sinfónica se tem desenvolvido trabalho considerável, em colaboração com o Coro e solistas da ESMAE e o Departamento de Teatro, num frutífero intercâmbio disciplinar.

    A Orquestra privilegia igualmente os alunos e ex-alunos que se distinguiram, e proporciona-lhes a experiência e oportunidade de se apresentarem como solistas e trabalharem com maestros de mérito, enriquecendo assim o seu currículo profissional.

    O relançamento do Prémio Helena Sá Costa em 2002 permitiu investir regularmente nas potencialidades solísticas dos alunos e ex-alunos da escola. Os premiados no concurso apresentam-se como solistas com a Orquestra Sinfónica da ESMAE no ano lectivo imediato. Assim, este Prémio constitui um estímulo para todos.

    A Orquestra Sinfónica da ESMAE realizou já numerosos concertos em todo o país, com especial relevo para: a abertura do Festival Internacional de Música da Costa do Estoril; o encerramento do Festival Internacional de Música de Coimbra; e, no estrangeiro, Roterdão – Capital Europeia da Cultura 2001, em parceria com a cidade do Porto.

    Actualmente é o Prof. António Saiote que exerce o cargo de Maestro Titular da Orquestra. 

     


    2016