John Patitucci

baixo

  • John Patitucci nasceu em Brooklyn, Nova Iorque, em 1959. Começou a tocar baixo eléctrico aos dez anos de idade, e aos 12 já tocava ao vivo e compunha. Aos 15 iniciou-se no contrabaixo e aos 16 no piano. Da soul e do rock, rapidamente passou para os blues, o jazz e a música clássica, explorando todos os géneros como instrumentista e como compositor. Estudou contrabaixo clássico nas Universidades Estatais de San Francisco e Long Beach. Em 1980, prosseguiu a sua carreira em Los Angeles como músico de estúdio, tendo tocado em inúmeros álbuns de artistas como B. B. King, Bonnie Raitt, Chick Corea, Wayne Shorter, Herbie Hancock, Michael Brecker, George Benson, Dizzy Gillespie, Was Not Was, Dave Grusin, Natalie Cole, Bon Jovi, Sting, Queen Latifah e Carly Simon.

    John Patitucci apresenta-se por todo o mundo com a sua banda e com as luminárias do jazz Chick Corea, Herbie Hancock, Wayne Shorter, Stan Getz, Pat Metheny, Wynton Marsalis, Joshua Redman, Michael Brecker, McCoy Tyner, Nancy Wilson, Randy Brecker, Freddie Hubbard, Tony Williams, Hubert Laws, Hank Jones, Mulgrew Miller, James Williams, Kenny Werner e muitos outros. Na área da pop e da música brasileira, tocou com Sting, Aaron Neville, Natalie Cole, Joni Mitchell, Carole King, Milton Nascimento, João Gilberto, Airto Moreira, Ivan Lins, João Bosco e Dori Caymmi. Trabalhou com os compositores de cinema Jerry Goldsmith, Ry Cooder, James Newton Howard, Dave Grusin, Henry Mancini, John Williams, Mark Isham, Michel Colombier, Carter Burwell e Howard Shore.

    Depois da sua ligação a Chick Corea, desde 1986, conquistou reputação mundial e ganhou dois Grammy Awards, além de 15 nomeações. Assinou contrato com a Concord Jazz em 1996, o que deu origem a sete álbuns, dois dos quais nomeados para o Grammy Award na categoria de composição. Recebeu encomendas da orquestra de câmara Suono e Oltre em Pescara (Itália), dos quartetos de cordas Turtle Island, Emerson e Elements e da pianista Ann Schein, entre outros.

    Em 2000, John Patitucci voltou a tocar com o lendário Wayne Shorter, ingressando no Wayne Shorter Quartet. Com este grupo conquistou inúmeros prémios e a aclamação da crítica. Tocou no quinteto Directions in Music (liderado por Herbie Hancock e que ganhou um Grammy Award). Colaborou com o compositor Mark Anthony Turnage, em obras que foram tocadas pela London Sinfonietta, as Sinfónica de Londres e de St. Louis e outras orquestras na Escócia, na Estónia e na Noruega. Em 2009 lançou Remembrance, com Joe Lovano e Brian Blade, nomeado para um Grammy Award como Melhor Álbum de Jazz Instrumental. Em 2015 lançou o seu 14º álbum a solo, Brooklyn, na sua etiqueta Three Faces Records, com The John Patitucci Electric Guitar Quartet.

    Ensinou Jazz no City College de Nova Iorque durante 10 anos. Faz workshops e palestras em escolas de todo o mundo. Está ligado ao Global Jazz Institute do Berklee College of Music desde 2010.

     


    2018/19 

x
A Fundação Casa da Música usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras. Para obter mais informações ou alterar as suas preferências, prima o botão "Política de Privacidade" abaixo.

Para obter mais informações sobre cookies e o processamento dos seus dados pessoais, consulte a nossa Política de Privacidade e Cookies.
A qualquer altura pode alterar as suas definições de cookies através do link na parte inferior da página.

ACEITAR COOKIES POLÍTICA DE PRIVACIDADE