Error loading MacroEngine script (file: artista-header.cshtml)
  • Wolfgang Rihm é um dos mais destacados compositores alemães da actualidade. Apesar de ter frequentado os cursos ministrados por Stockhausen em Colónia na juventude, o seu estilo afastou-se dos modelos associados à corrente liderada por esse compositor e por Boulez. A adopção de um estilo plástico, em que se fundem as influências de modernistas como Mahler e a Segunda Escola de Viena com novas tendências expressivas é uma característica central no percurso de Rihm, que cedo começou a receber encomendas de prestigiados promotores culturais. Essa abordagem marca uma viragem em relação aos modelos pós-seriais vigentes na Europa e nas Américas após a Segunda Guerra Mundial. Contudo, a simultaneidade de diversas correntes estéticas é um dado central para compreender esse período. Inclusivamente, compositores como Stockhausen recorreram e codificaram cânones estéticos distintos e, por vezes, diametralmente opostos, ao longo da sua carreira.

    A partir da segunda metade do século XX, diversos compositores concentraram-se na escrita de séries de obras relacionadas entre si. Os melhores exemplos desta tendência são as Sequenze, de Luciano Berio, ou as Chains, de Witold Lutosławski. O conjunto das oito Chiffre enquadra-se nessa tendência. Rihm compô-lasentre 1983 e 1988. Essas obras foram destinadas a conjuntos instrumentais de composição variada, encarnando as necessidades expressivas de cada obra. Um ponto em comum nestas obras é o recurso a complexos sonoros verticais estáticos como geradores de material musical. Assim, esses elementos são divididos e repetidos, permitindo ao ouvinte compreender o processo de composição da obra. O recurso a uma métrica constante enfatiza essa subtracção e adição de elementos musicais, definidos pela articulação e pelo timbre. Paralelamente, o piano ocupa um lugar de destaque nestas obras, exceptuando em Chiffre VI.

    Essas características sobressaem em Chiffre III, composta em 1983 e dedicada ao Ensemble 13 e ao seu director, Manfred Reichert. O Ensemble 13 é um dos mais destacados agrupamentos alemães dedicados à música contemporânea, tendo estreado e gravado diversas obras de compositores proeminentes. Chiffre III resultou de uma encomenda do Ministério da Cultura da região de Baden-Württemberg, onde o Ensemble 13 se encontra sedeado.

     


    João Silva

x
A Fundação Casa da Música usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras. Para obter mais informações ou alterar as suas preferências, prima o botão "Política de Privacidade" abaixo.

Para obter mais informações sobre cookies e o processamento dos seus dados pessoais, consulte a nossa Política de Privacidade e Cookies.
A qualquer altura pode alterar as suas definições de cookies através do link na parte inferior da página.

ACEITAR COOKIES POLÍTICA DE PRIVACIDADE