Error loading MacroEngine script (file: artista-header.cshtml)
  • Alguns aspectos de Études-Tableaux provêm de material que concebi inicialmente em 2009, para uma peça orquestral que acabei por abandonar. Desde então, aguardava a oportunidade certa para resgatar algum deste material e desenvolvê-lo numa linha muito diferente.

    Como se depreende do título (“Estudos-Quadros”), a obra tem várias secções, cada qual com um carácter próprio. Ao mesmo tempo, a minha intenção foi forjar, a partir destes painéis descontínuos, um arco único que levasse cada secção a fluir até à seguinte (umas vezes com pontes de ligação, outras não) sem qualquer hiato. Muitas das ideias melódicas e harmónicas da obra migram livremente entre secções, embora frequentemente sujeitas a vários tipos de transformação.

    A abertura coloca duas das ideias principais da obra em oposição: nas madeiras, há uma figuração rápida como dardos lançados sobre harmonias em progressão lenta nos metais e nas cordas. Daqui emerge uma passagem para corne inglês solo (acompanhado por trompas com surdina e cordas em tremolo), que por sua vez conduz ao primeiro dos principais clímax da obra. Depois, uma linha das cordas em uníssono acaba por se estabelecer num coral, só interrompido por um breve solo de clarinete cuja melodia anuncia a secção central da obra.

    Esta secção é, ela própria, formada por vários pequenos episódios, todos em tempo rápido e entrecruzando-se com uma frequência crescente. O final é dominado pelos metais, começando pela utilização de material em estilo de fanfarra antes de cederem a uma recapitulação variada do anterior coral nas cordas. Um clímax final conduz a um regresso das harmonias em progressão lenta da abertura, suportando agora uma versão prolongada do solo de clarinete (já utilizado sob várias formas ao longo da secção central), desta vez tocado por violinos e madeiras. A coda instaura finalmente uma sensação de calma estagnação, em que flautas, harpa, celesta e percussão fornecem um pedal sustentado para mais fragmentos de coral.

    Études-Tableaux foi uma encomenda da Orquestra de Cleveland e Franz Welser-Möst, com o apoio generoso do Young Composers Endowment Fund, criado por Jan R. e Daniel R. Lewis.

     


    Ryan Wigglesworth

    Tradução: Fernando P. Lima

x
A Fundação Casa da Música usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras. Para obter mais informações ou alterar as suas preferências, prima o botão "Política de Privacidade" abaixo.

Para obter mais informações sobre cookies e o processamento dos seus dados pessoais, consulte a nossa Política de Privacidade e Cookies.
A qualquer altura pode alterar as suas definições de cookies através do link na parte inferior da página.

ACEITAR COOKIES POLÍTICA DE PRIVACIDADE