Error loading MacroEngine script (file: artista-header.cshtml)
  • 1. Fantasia da Primavera

    2. Em U-ch’ang

    3. Sobre o terraço

    4. Queixume das esposas do «Hsiang»

    5. Evocações do passado

    6. À noite, no Pego-dragão

    De um projecto inicial de composição que incluiria três das Oito Elegias Chinesas de Camilo Pessanha, optei por utilizar seis destes poemas publicados em Macau em 1914. Foram escolhidos os poemas que mais conformes são à temática do desterro e da contemplação atmosférica, verdadeiros temas recorrentes deste sintético ciclo. Camilo Pessanha reinventou em português oito poderosos poemas que foram escritos durante a dinastia Ming, entre os séculos XIV e XVII, e que espantam pela forma directa com que tocam as sensibilidades do presente. A língua chinesa é extraordinariamente difícil de traduzir. Apesar de Pessanha ter afirmado que traduziu literalmente, sabemos que o chinês, como língua ideográfica e não alfabética, se caracteriza pelo monossilabismo. Para além desta dificuldade, quase sempre nos poemas clássicos chineses o sujeito é omitido, daí ressaltando uma impessoalidade bem estranha à mentalidade do ocidental. Em suma, Pessanha fez de barqueiro entre duas margens – duas línguas – tal como faz o compositor quando decide navegar entre as palavras e os sons.

    As canções do presente ciclo contemplam a natureza paisagística dos cenários descritos em cada poema, ao mesmo tempo que procuram materializar a voz íntima do poeta, neste caso, reinventado: imagens e atmosferas que se tornam vocalidade. Muito fácil seria arruinar a subtileza dos poemas através de processos de composição autónomos que esmagariam as palavras. Procurou-se, ao invés, ir ao encontro do monossilabismo do chinês através de uma escrita sem desenvolvimentos retóricos e que privilegia a monodia em detrimento do contraponto.


    António Chagas Rosa, 2014

x
A Fundação Casa da Música usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras. Para obter mais informações ou alterar as suas preferências, prima o botão "Política de Privacidade" abaixo.

Para obter mais informações sobre cookies e o processamento dos seus dados pessoais, consulte a nossa Política de Privacidade e Cookies.
A qualquer altura pode alterar as suas definições de cookies através do link na parte inferior da página.

ACEITAR COOKIES POLÍTICA DE PRIVACIDADE