Error loading MacroEngine script (file: artista-header.cshtml)
  • A composição da ópera Idomeneo, re di Creta coincidiu com uma alteração profunda na vida profissional de Mozart, nomeadamente a quebra, por despedimento, do seu vínculo ao arcebispado de Salzburgo, e a opção por uma carreira por conta própria, com residência em Viena. A ópera, encomendada pelo Eleitor da Baviera, seria estreada em Munique em 1781, e resultou da tradução e adaptação para italiano por Giambattista Varesco de um libreto de Antoine Danchet. Este libreto francês já tinha sido a base de uma tragédie lyrique (ópera francesa, em estilo dramático afim às tragédias teatrais francesas do séc. XVII) da autoria de André Campra (Idoménée, de 1712). A versão de Mozart insere-se na tradição da opera seria italiana, um formato que se estabeleceu em contraste com variantes operáticas cómicas coetâneas, e que deve a sua padronização aos modelos desenvolvidos por Pietro Metastasio (1698-1782), poeta de corte em Viena a partir de 1730. Atribui-se a Metastasio a implementação de reformas já iniciadas por outro libretista, Apostolo Zeno (1668-1750), no sentido de expurgar os libretos de ópera de elementos irrelevantes (interpolações cómicas, enredos incongruentes), de forma a privilegiar a elegância, o decoro, e a articulação consistente entre lirismo e construção dramática. Em termos práticos, estes modelos levaram à padronização da sequência recitativo – ária: ao recitativo, secção em estilo afim à fala, estava reservada a expressão da acção dramática; à ária, em estilo lírico, a expressão de sentimentos. Para além destes modelos, Idomeneo reflecte também a influência francesa, nomeadamente nas secções corais, reminiscentes da aplicação, por parte do compositor Gluck e do seu libretista Calzabigi, de princípios reformistas que se estabeleceram pela mesma altura.

    As árias “Se il padre perdei” e “Zeffiretti lusinghieri” pertencem, respectivamente, ao 2º e 3º actos de Idomeneo. Ambas as árias são cantadas pela personagem Ilia, filha do rei Príamo de Tróia, levada para a ilha de Creta na sequência da derrota de Tróia no final da guerra com os gregos. Esta história mítica, assim como os episódios que lhe estão associados, foi desenvolvida em textos canónicos da Antiguidade Clássica como a Odisseia ou a Ilíada, e tornou-se a base de múltiplas adaptações, quer em textos dramáticos, quer em óperas de vários períodos. Ilia, enquanto troiana, hesita na expressão dos seus sentimentos em relação a Idamante, filho de Idomeneo. Mas a amabilidade deste último leva a que, na primeira ária, Ilia se lhe dirija como a um pai, buscando consolo e amparo; na segunda ária Ilia invoca as brisas para que comuniquem o seu amor a Idamante.

    “Se il padre perdei” apresenta uma particularidade a nível de orquestração, já que Mozart aplica o estilo concertante a quatro instrumentos de sopro – flauta, oboé, trompa e fagote – que se destacam quase como solistas, em nível de importância afim à voz. Esta ária, composta em estilo de cavatina em duas partes, inclui também o uso de cordas com surdina, o que reforça a expressividade e o intimismo que o próprio texto sugere. Já a segunda ária, “Zeffiretti lusinghieri”, recorrendo a uma imagem (a brisa como metáfora de comunicação) frequentemente utilizada em ópera do séc. XVIII, expressa através de motivos melódicos e rítmicos na parte vocal e instrumental o símile da brisa referido no texto.

     


    Helena Marinho, 2015 

x
A Fundação Casa da Música usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras. Para obter mais informações ou alterar as suas preferências, prima o botão "Política de Privacidade" abaixo.

Para obter mais informações sobre cookies e o processamento dos seus dados pessoais, consulte a nossa Política de Privacidade e Cookies.
A qualquer altura pode alterar as suas definições de cookies através do link na parte inferior da página.

ACEITAR COOKIES POLÍTICA DE PRIVACIDADE