Error loading MacroEngine script (file: artista-header.cshtml)
  • 1. Poco sostenuto – Adagio

    2. Andante sostenuto

    3. Un poco Alegretto e Grazioso

    4. Adagio – Più andante – Allegro non troppo ma con brio – Più allegro 

     

    Embora os primeiros esboços da Sinfonia nº 1 de Brahms datem da década de 1850, foi apenas em Novembro de 1876 que esta foi estreada, quando o compositor já tinha 43 anos. A crítica de Eduard Hanslick, que na altura considerou que nenhum compositor se aproximava tanto das grandes obras de Beethoven como Brahms no final da 1ª Sinfonia, ou o comentário de von Bülow, que a apelidou de “10ª Sinfonia de Beethoven” explicam, em parte, a dedicação tardia de Brahms ao género sinfónico: o estatuto icónico de Beethoven entre os compositores dos países de língua alemã foi uma fonte de influência incontornável para o repertório sinfónico, mas também, utilizando o conceito desenvolvido por Harold Bloom para os estudos literários, uma fonte de ansiedade da influência. As inovações formais introduzidas por Beethoven, e que levaram à desagregação da sinfonia clássica, foram encaradas por gerações subsequentes de compositores como um desafio e um modelo. Não é pois surpreendente que Brahms tenha tardado em apresentar em público a sua 1ª Sinfonia. A mesma abordagem cautelosa acompanhou o planeamento das apresentações públicas dessa obra: as primeiras apresentações tiveram lugar em Karlsruhe, Mannheim e Munique, e só depois a sinfonia seria “estreada” em Viena, sem dúvida a cidade de maior projecção cultural.

    A divisão da sinfonia em 4 andamentos segue os cânones clássicos (rápido—lento—ligeiro e curto—rápido), mas a estrutura individual dos andamentos revela inovações formais. Desde logo a utilização de ritmos obstinados associados ao cromatismo nos violinos, na introdução lenta que abre a Sinfonia, constitui uma marca romântica alheada da clareza estrutural do início de sinfonias clássicas. É também de destacar a introdução lenta ao 4º andamento pela sua complexidade e longa duração, nomeadamente o contraste inicial de texturas e carácter (frases ligadas e expressivas, por oposição a passagens misteriosas em pizzicati), o recurso a um solo de trompa (que Brahms descreveu a Clara Schumann como um tema de trompa alpina que havia escutado nas montanhas suíças), ou o majestoso tema em estilo de coral nos trombones, fagotes e contrafagote. Outro elemento inovador reside na escolha de um compasso a 2 tempos para o 3º andamento: por influência de Beethoven, o 3º andamento de uma sinfonia era normalmente um scherzo em compasso ternário (esta convenção, por sua vez, já tinha adaptada por Beethoven a partir da utilização, na era clássica, do minuete, dança a três tempos de carácter galante).

    A utilização de materiais temáticos/rítmicos semelhantes em mais do que um andamento é uma característica que remete igualmente para as técnicas de composição sinfónica do Romantismo, não sendo característica marcante no Classicismo. A influência do estilo vocal e do Lied (Brahms foi um proeminente compositor de canções alemãs acompanhadas ao piano) pode também ser detectada no lirismo dos solos instrumentais (nomeadamente o solo de oboé) do 2º andamento, ou no tema principal do Allegro non troppo do 4º andamento, com claras semelhanças (reconhecidas pelo próprio Brahms) ao tema da Ode à Alegria da 9ª Sinfonia de Beethoven.

     


    Helena Marinho 

x
A Fundação Casa da Música usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras. Para obter mais informações ou alterar as suas preferências, prima o botão "Política de Privacidade" abaixo.

Para obter mais informações sobre cookies e o processamento dos seus dados pessoais, consulte a nossa Política de Privacidade e Cookies.
A qualquer altura pode alterar as suas definições de cookies através do link na parte inferior da página.

ACEITAR COOKIES POLÍTICA DE PRIVACIDADE