Error loading MacroEngine script (file: artista-header.cshtml)
  • 1. Adagio – Allegro

    2. Adagio

    3. MenuetAllegro

    4. FinalePresto 

     

    Em 1790, o empresário londrino de origem alemã Johann Peter Salomon visitou Haydn em Viena, sem aviso prévio. O compositor, que trabalhava ainda para a família Esterházy, estava numa fase marcada pelo recente falecimento do príncipe Nicolau e o desinteresse pela música revelado pelo seu sucessor, príncipe Anton, que tinha posto fim à orquestra da família. Salomon, ciente da popularidade da música de Haydn em Londres e aproveitando aquele contexto, propôs ao compositor um contrato de encomenda de várias obras, incluindo seis sinfonias, e a sua apresentação numa série de concertos a realizar em Londres, sob a direcção do próprio compositor. A proposta agradou a Haydn, que viajou para Londres em início de 1791 para a primeira de duas estadias prolongadas que viria a realizar nessa cidade. Como era costume neste contexto, nos concertos em que participou foram apresentadas obras de diversos compositores e géneros musicais, incluindo obras de câmara e solos instrumentais e vocais, mas o destaque maior era dado às suas obras.

    A Sinfonia n.º 98 foi composta já em Londres, no início de 1792, e estreada em Março do mesmo ano. Evidencia muitas das características associadas ao estilo de maturidade do compositor: a maestria na orquestração como base da variedade tímbrica das suas obras sinfónicas, o domínio integral da linguagem tonal da época aliado à experimentação e expansão do leque de modulações, a capacidade de trabalhar e criar com base em materiais melódicos depurados e, sobretudo, o humor e a ironia que marcam muitas das suas opções harmónicas e formais.

    No primeiro andamento, Adagio Allegro, logo na breve introdução em tempo lento é nos apresentado o motivo base (que será também usado no último andamento): uma sucessão ascendente de notas longas, pertencentes a um acorde. Este motivo, aparentemente tão simples, sofrerá alterações, repetições variadas, distribuição pelos diversos naipes, combinações, modulações e alterações de ritmo e tempo, demonstrando assim que a sua simplicidade é apenas aparente. A nível da orquestração, destaca se o diálogo entre os instrumentos de sopro, aos quais são normalmente confiadas melodias em tempo lento, em contraste com o frenesi da articulação das cordas.

    No andamento lento, Adagio, surge um primeiro momento inesperado: já foram apontadas as semelhanças entre o seu tema principal e o Agnus Dei da Missa da Coroação de Mozart, mas também com o hino inglês God Save the King. Também inesperado se revela o retorno ao tema principal, já perto do final, acompanhado por um breve e invulgar (para esta época) solo de violoncelo.

    No Menuet, as notas ornamentais na melodia reforçam o cariz rítmico que caracteriza este formato derivado da música para dança. A secção intermédia, ou trio, reforça este carácter, apresentando uma nova roupagem de orquestração. Da mesma forma, a divisão ternária do tempo e a articulação em staccato do Finale confere lhe uma leveza que também nos sugere a dança. Reencontramos neste andamento o motivo principal do 1º andamento, formado com as notas ascendentes de um acorde, e também novos momentos de humor, como um solo hesitante de violino na secção intermédia. Também a secção final adopta um tempo inicialmente mais lento para depois nos surpreender com uma explosão de energia final e, mais surpreendente ainda, apresentar já quase no fim um breve solo para instrumento de tecla (cravo ou pianoforte). Tendo em conta que esta sinfonia foi estreada pelo próprio Haydn ao teclado, fica aqui um momento inusitado, a relembrar nos a presença do próprio compositor ao leme da sua obra.

     


    Helena Marinho, 2017 

x
A Fundação Casa da Música usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras. Para obter mais informações ou alterar as suas preferências, prima o botão "Política de Privacidade" abaixo.

Para obter mais informações sobre cookies e o processamento dos seus dados pessoais, consulte a nossa Política de Privacidade e Cookies.
A qualquer altura pode alterar as suas definições de cookies através do link na parte inferior da página.

ACEITAR COOKIES POLÍTICA DE PRIVACIDADE