Error loading MacroEngine script (file: artista-header.cshtml)
  • O convite para compor para Emmanuel Tjekna­vorian permitiu‑me dar corpo a uma ideia antiga: contribuir para a continuidade da longa tradição europeia de composição para violino solo, enrai­zada no folclore e na música de dança, e ainda dar expressão à música popular alpina. A música da região dos Alpes é rica no seu idioma único e sedutor. A forma da Suite é perfeitamente defi­nida na sua variabilidade pelas grandes Suites para Violino de J. S. Bach. A subtil submersão de elementos originais do folclore num universo musical abstracto foi largamente praticada por Bartók, o que constituiu inspiração suficiente para continuar esse caminho. O conceito da Partita BWV 1002, de J. S. Bach, serviu também para o planeamento das minhas ideias: Bach apresenta quatro danças, cada uma seguida por uma “Double”, uma variação livre de cada dança. O conceito das “Doubles” permitiu manter‑me próximo do gosto popular natural nas danças originais e, por outro lado, na “Double”, abrir a música ao cosmos da abstracção usando as técnicas dos tempos modernos.18


    Nota de programa do compositor. 

    Tradução cedida gentilmente pela Fundação Calouste Gulbenkian. 

x
A Fundação Casa da Música usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras. Para obter mais informações ou alterar as suas preferências, prima o botão "Política de Privacidade" abaixo.

Para obter mais informações sobre cookies e o processamento dos seus dados pessoais, consulte a nossa Política de Privacidade e Cookies.
A qualquer altura pode alterar as suas definições de cookies através do link na parte inferior da página.

ACEITAR COOKIES POLÍTICA DE PRIVACIDADE