Error loading MacroEngine script (file: artista-header.cshtml)
  • 1. Nascer do dia

    2. Pantomina (Os amores de Pan e Syrinx)

    3. Dança geral (Bacanal)

    O nome de Maurice Ravel aparece frequentemente associado ao de Debussy nas narrativas mais simples da história da música. Apesar dos inegáveis pontos comuns entre os dois compositores – como o gosto pela exploração da paleta harmónica, o recurso a modalismos e orientalismos, as sugestões pictóricas e poéticas –, as diferenças estilísticas entre ambos são igualmente reveladoras: contrariamente ao caso de Debussy, é bastante comum em Ravel a adopção de princípios formais herdados do modelo clássico; por outro lado, o próprio tratamento harmónico é diferente, sendo as harmonias mais tensas tratadas como dissonâncias que pressupõem resolução e com frequentes fórmulas cadenciais a delinear os pontos-chave da estrutura. Seja na sua forma original de bailado ou nas suites dele derivadas, Dáfnis e Cloé é uma das mais aventurosas e luxuriantes criações orquestrais de Ravel, em que a herança debussiana e os traços estilísticos individuais se mesclam de forma admirável.

    O bailado surgiu por encomenda de Sergei Diaghilev, empresário dos Ballets Russes. Começada em 1909 e concluída em 1912, esta “sinfonia coreográfica”, como lhe chamou Ravel, é baseada na história homónima do poeta grego Longus, que fala do amor entre um pastor e uma pastora da ilha de Lesbos. A música para o bailado foi composta por entre dificuldades, incluindo tensões entre o bailarino Vaslav Nijinski (Dáfnis) e o coreógrafo Michel Fokine, bem como entre Fokine e o próprio Ravel. O compositor explicava assim a sua visão de Dáfnis: “A minha intenção foi a de compor um enorme ‘fresco’ musical, mais orientado para a fidelidade à Grécia Antiga dos meus sonhos do que para uma visão filológica arcaica. A Grécia dos meus sonhos sente-se aparentada à Grécia dos pintores franceses da segunda metade do século XVIII, uma Grécia inventada, idealizada e representada. O meu bailado, de construção sinfónica, segue um plano tonal muito rígido, cuja unidade é garantida através de desenvolvimentos variados de um pequeno número de motivos”.

    Ravel agrupou alguns excertos sob a forma de duas suites. A Suite n.º 2 de Dáfnis e Cloé(1913) começa, apropriadamente, com o “Nascer do dia”, em que a música sugere o acordar da natureza de forma particularmente expressiva, numa textura murmurante em que à lenta ondulação dos contrabaixos se sobrepõem figurações de sopros mais ágeis. Pelo meio podemos discernir o canto dos pássaros (que mais tarde um outro compositor francês, Messiaen, saberá incorporar na composição com especial rigor). As cores orquestrais vão mudando, mantendo-se presente o restolhar inicial, enquanto o lirismo se intensifica em crescendo para sugerir o acordar de Dáfnis e o seu encontro com Cloé no ponto climáctico. A “Pantomima” que se segue, em atmosfera inicialmente misteriosa e progressivamente mais sensual, corresponde ao momento em que os dois dançam, representando o jogo de sedução entre o deus Pã e a Syrinx – que escapa a Pã transformando-se numa rosa e o deixa a sós a tocar o seu lamento na flauta, famosamente evocado também por Debussy na sua Syrinx para flauta solo. A “Dança geral”celebra o noivado do casal numa métrica quinária (ousada na época), sobre a qual figuras voluptuosas se entrelaçam e serpenteiam pela orquestra, a par de erupções enérgicas e ritmadas que nos lembram que A Sagração da Primavera de Stravinski estava prestes a nascer (seria estreada em 1913, no ano seguinte à estreia do bailado Dáfnis e Cloé, pelos mesmos Ballets Russes, igualmente sob a batuta de Pierre Monteux).

     


    Pedro Almeida, 2016

x
A Fundação Casa da Música usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras. Para obter mais informações ou alterar as suas preferências, prima o botão "Política de Privacidade" abaixo.

Para obter mais informações sobre cookies e o processamento dos seus dados pessoais, consulte a nossa Política de Privacidade e Cookies.
A qualquer altura pode alterar as suas definições de cookies através do link na parte inferior da página.

ACEITAR COOKIES POLÍTICA DE PRIVACIDADE