Digitópia Casa da Música

Laboratório de música e tecnologia, a Digitópia é um projecto digital assumidamente ubíquo, chamado a intervir em actividades do Serviço Educativo, programas dos grupos residentes da Casa ou projectos de parceria com outras instituições. Em performances, oficinas ou acções de formação, em qualquer domínio que reclame arquétipos de vanguarda, entra em campo uma equipa de investigadores, formadores e artistas comprometida em expandir os domínios da música digital e electrónica, num contexto não académico ou comercial.

Como irradiador da inovação, entre o ciberespaço e o ambiente físico, a Digitópia mostra lugares onde a criação musical coabita com várias artes e disciplinas. Não existem terrenos intocáveis se existe algo a acrescentar.

Desenvolvimento de linguagens de programação e ferramentas de autor, criação de instalações e objectos sonoros, interacção com design, luz, vídeo ou arquitectura são exemplos de um trabalho prolífico receptivo à mutação, olhando o próximo passo.

www.digitopia.github.io

www.facebook.com/DigitopiaCasaDaMusica

digitopia@casadamusica.com

 

José Alberto Gomes curador

Nuno Hespanhol, Óscar Rodrigues, Pedro Augusto e Tiago Ângelo developers

Artur Carvalho, Óscar Rodrigues e Ricardo Baptista projectos com comunidades/acções educativas

  • Digitópia Collective

     

    Arte, tecnologia e inovação estão no ADN insatisfeito do ensemble de formadores do Serviço Educativo associados à Digitópia, a plataforma que acrescenta mundo à música electrónica e digital. A partir daqui, só se pode conceber um registo contemporâneo e revolucionário, mas também sensível, que faz de cada performance um percurso novo.

    A bagagem é enorme: design de instrumentos digitais, concepção de hardware próprio, circuit-bending, exploração das relações entre imagem e som, digital media ou sistemas digitais interactivos entram na criação de instalações artísticas e repertórios de música digital e electroacústica que assimilam as linguagens trazidas por cada elemento do grupo.

    Envolvido em projectos dos grupos residentes da Casa da Música, o Digitópia Collective continua, ao fim de sete anos de existência, a ser um projecto precursor, singular no país, referenciado pelos melhores motivos ao nível internacional.