Joaquim Alves
Começou os estudos musicais na Escola Profissional de Música de Espinho. Em 1993 ingressa no Conservatório de Roterdão. É licenciado pela ESMAE. Trabalhou como artista convidado com a Orquestra Gulbenkian, Régie Sinfonia, ONP, OSP e Orquestra do Norte. Estudou música popular brasileira e percussão teatral. Faz workshops de percussão e de Cajon Flamenco e Peruano. Criou o workshop Lixo com Ritmo, com o qual tem percorrido o país. Entre 2010 e 2013 foi professor no Conservatório de Música do Porto e na Escola Profissional de Música de Espinho. No âmbito do Serviço Educativo, orientou os workshops como Ritmos Urbanos, Tambor das Sílabas ou Nouvelle Cuisine e participou como músico nos Primeiros concertos Guguigaguigong, Bach Be Cue, Perlimpimpum e Algodão Doce.