Error loading MacroEngine script (file: artista-header.cshtml)
  • Nascido em Carrilobo, região de Córdoba (Argentina), Gustavo Porta iniciou os estudos musicais no Conservatório de Córdoba e prosseguiu-os no Instituto Superior de Arte do Teatro Colón, em Buenos Aires. Estreou-se em 1996, no Teatro Colón.

    Mudou-se para Itália em 1999 e fez a sua estreia europeia em Pádua, com Carmen. Em 2001, estreou-se com I vespri siciliani em Darmstadt. A partir deste momento a carreira do jovem artista disparou, resultando em mais compromissos nos teatros italianos e no estrangeiro, com muitas obras importantes do repertório lírico, ao lado de maestros como Zubin Mehta, Richard Bonynge, Asher Fisch, Renato Palumbo, Daniel Oren, Frédéric Chaslin, Riccardo Chailly, Rafael Frühbeck de Burgos, Pier Giorgio Morandi, Donato Renzetti e Miguel Martínez, e de grandes encenadores como Giancarlo del Monaco, Franco Zeffirelli, Pier Luigi Pizzi, Gilbert Deflo, entre outros.

    Tem integrado produções de relevo tais como: I Pagliacci na Ópera Estatal de Viena; Manon Lescaut na Ópera Alemã de Berlim; Le Villi no Teatre del Liceu de Barcelona; Ernani na Ópera de Liège; Manon Lescaut e I Pagliacci no Novo Teatro Nacional de Tóquio; Otelo e I Pagliacci no NCPA de Pequim; Andrea Chénier no Teatro Real de Turim; Aida, Tosca e Cavalleria Rusticana no Maggio Musicale de Florença; Carmen no Festival Masada; Aida no Festival Avenches e no Teatro dell’Opera de Roma; I Lombardi alla prima crociata no Teatro Colón de Buenos Aires; La Dolores de Breton no Teatro Real de Madrid; Turandot (Calaf) em Hong Kong; Cavalleria Rusticana (Turiddu) no Teatro Lírico de Cagliari; Turandot (Calaf), Il tabarro (Luigi) e Tosca (Cavaradossi) na Ópera Alemã do Reno; Turandot (Calaf) e Norma (Pollione) no Teatro Verdi de Salerno; Turandot (Calaf) com a Orquestra Filarmónica de Israel dirigida por Zubin Mehta; Il Trovatore (Manrico) e Adriana Lecouvreur (Maurizio) no Teatro San Carlo de Nápoles, Otello (papel principal) na Ópera Alemã do Reno em Düsseldorf; Andrea Chénier (papel principal) no Grand Théâtre de Tours e na Ópera de Toulon; Il Trovatore no Teatro Verdi de Salerno. Na Nova Ópera Israelita de Telavive, interpretou Os Contos de Hoffmann, Otelo, Carmen (Don José), Don Carlo (papel principal), Tosca (Cavaradossi), A Força do Destino (Don Alvaro), Norma (Pollione) e Um Baile de Máscaras (Riccardo).

     


    2022

x
A Fundação Casa da Música usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras. Para obter mais informações ou alterar as suas preferências, prima o botão "Política de Privacidade" abaixo.

Para obter mais informações sobre cookies e o processamento dos seus dados pessoais, consulte a nossa Política de Privacidade e Cookies.
A qualquer altura pode alterar as suas definições de cookies através do link na parte inferior da página.

ACEITAR COOKIES POLÍTICA DE PRIVACIDADE