12 jun 2015 sexta-feira 09:00
Sala Suggia
Admirável Mundo Novo
O Futuro Chegou Cedo Demais?
12 Junho 2015 - Admirável Mundo Novo
  • Quais as consequências da inovação tecnológica para o trabalho, para o crescimento económico e para a participação dos cidadãos? Quais as oportunidades e os riscos ligados à utilização dos dados gerados pela nossa presença online e por novas tecnologias que desafiam as fronteiras entre o humano, o natural e o artificial?

    Estas são apenas algumas das questões sobre as quais iremos reflectir durante um dia de debate. Estes temas serão abordados ao longo de quatro painéis: ‘Eu Digital’, ‘Vida Inteligente’, ‘Economia 2.0’ e ‘República Digital’ por oradores de renome mundial como David Brin, Evgeny Morozov, Ellen Jorgensen, Tyler Cowen, Andrew Chadwick, Francesca Bria, entre outros.

    Reservámos, para o final do dia, uma conversa com o visionário escritor Bruce Sterling, que será entrevistado em palco por Jake Bowers. A conferência de abertura será proferida por Manuela Veloso, Herbert A. Simon Professor em Computer Science and Robotics na Carnegie Mellon University, e o encerramento ficará a cargo de Alexandre Soares dos Santos, Presidente do Conselho de Curadores da Fundação.

     


    PROGRAMA:

    08:00 – Acreditação

     

    09:00 – SESSÃO DE BOAS VINDAS 

    Nuno Garoupa e Pedro Magalhães

     

    09:30 – CONFERÊNCIA DE ABERTURA 

    Manuela Veloso

     

    10:00 – Coffee Break

     

    10:30 – EU DIGITAL 

    David Brin e Evgeny MozorovGonçalo Almeida Ribeiro(moderador)

     

    11:45 – VIDA INTELIGENTE 

    Ellen JorgensenAna PaivaDiogo Queiroz de Andrade (moderador)

     

    13:00 – Almoço

     

    14:30 – ECONOMIA 2.0 

    Tyler CowenFilipe Santos e José Carlos Caldeira(comentadores)

     

    15:45 – REPÚBLICA DIGITAL 

    Andrew ChadwickFrancisca Bria e Mário CampolargoAna Neves (moderador)

     

    17:00 – Coffee Break

     

    17:30 – UM DIÁLOGO COM BRUCE STERLING 

    Bruce Sterling, entrevistado por Jake Bowers

     

    18:15 – SÍNTESE 

    Ana Lehmann

     

    18:30 – ENCERRAMENTO 

    Alexandre Soares dos Santos

     

    19:00 – SESSÃO ESPECIAL: GOVERNO SOMBRA 

    Carlos Vaz MarquesJoão Miguel TavaresPedro Mexia e Ricardo Araújo Pereira

     

     

    Comentários

  • Um dia para reflectir o futuro

    Quais as consequências da inovação tecnológica para o trabalho, para o crescimento económico e para a participação dos cidadãos? Quais as oportunidades e os riscos ligados à utilização dos dados gerados pela nossa presença online e por novas tecnologias que desafiam as fronteiras entre o humano, o natural e o artificial? Estas são apenas algumas das questões sobre as quais iremos reflectir durante um dia de debate. Estes temas serão abordados ao longo de quatro painéis: ‘Eu Digital’, ‘Vida Inteligente’, ‘Economia 2.0’ e ‘República Digital’. Reservámos para o final do dia uma conversa com o visionário escritor Bruce Sterling, que será entrevistado em palco por Jake Bowers.

    A conferência de abertura será proferida por Manuela Veloso, Herbert A. Simon Professor em Computer Science and Robotics na Carnegie Mellon University, e o encerramento ficará a cargo de Alexandre Soares dos Santos, Presidente do Conselho de Curadores da Fundação.

     

    10h30: "EU DIGITAL"

    Login, logo existo?

    Com David Brin (@DavidBrin), Evgeny Morozov (@evgenymorozov ). Moderado por Gonçalo Almeida Ribeiro.

    Passamos uma parte cada vez maior do nosso tempo “em linha”, trocando informação com outros e deixando atrás de nós uma crescente “pegada digital”. Mas em que pessoas nos transformamos quando estamos online? Enquanto cidadãos e consumidores, retiramos certamente benefícios desta troca de informação e do seu registo, que por sua vez tem um potencial enorme para as empresas ou as políticas públicas. Contudo, é preciso avaliar que perigos se colocam para a liberdade, a privacidade, a identidade e a segurança.

     

    11h45: "VIDA INTELIGENTE"

    O sensor comanda a vida?

    Com Ellen Jorgensen (@feyscientist) e Ana Paiva. Moderado por Diogo Queiroz Andrade (@dqandrade).

    Tecnologias de largo espectro, nas áreas da bioengenharia, da cibernética, da inteligência artificial e da sensorização da realidade, desafiam hoje as fronteiras entre o natural, o social e o artificial. Fala-se de objectos, veículos ou cidades “inteligentes”, e de seres vivos “melhorados” com a ajuda de novos fármacos, da manipulação genética ou de implantes. Estas mudanças trazem enormes oportunidades para a melhoria da qualidade de vida e da saúde, ou para a protecção do ambiente e a gestão das cidades. Mas levantam-se ao mesmo tempo questões sobre regulação e limites éticos que importa discutir.

     

    14h30: "ECONOMIA 2.0"

    O seu colega é uma app?

    Com Tyler Cowen (@tylercowen). Comentadores: Filipe Santos e José Carlos Caldeira.

    Avanços na automação, na robótica, nas tecnologias de informação e na impressão 3D prometem mudanças radicais na produção e distribuição de bens e serviços, atingindo o próprio conceito de trabalho, a sua função social e a sua organização. As suas implicações para a produtividade e o crescimento não são, contudo, evidentes. Novos tipos de trabalho vão aparecer, mas outros desaparecerão. Esta nova economia precisará de uma nova educação e de novas competências. Mas quais? Haverá ganhadores e perdedores, mas com que implicações para a desigualdade social e para os equilíbrios na economia internacional?

     

    15h45: "REPÚBLICA DIGITAL"

    Incluídos ou alienados?

    Com Andrew Chadwick (@andrew_chadwick), Mário Campolargo (@mariocampolargo) e Francesca Bria(@francesca_bria). Moderado por Ana Neves (@ananeves).

    As novas tecnologias prometem a possibilidade de uma melhor cidadania, facilitando a participação e o acesso à informação e permitindo que preferências e necessidades cheguem de forma mais imediata aos decisores políticos. Até que ponto se estão a realizar estas promessas? A “democracia digital” pode tornar-nos mais integrados e participativos, mas também deixar-nos mais isolados e alienados. Quando se transfigura a democracia representativa, quais os contornos e as implicações que se lhe seguem?

     

    17h30: "UM DIÁLOGO COM BRUCE STERLING"

    Com Bruce Sterling, entrevistado por Jake Bowers.

     

x
A Fundação Casa da Música usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras. Para obter mais informações ou alterar as suas preferências, prima o botão "Política de Privacidade" abaixo.

Para obter mais informações sobre cookies e o processamento dos seus dados pessoais, consulte a nossa Política de Privacidade e Cookies.
A qualquer altura pode alterar as suas definições de cookies através do link na parte inferior da página.

ACEITAR COOKIES POLÍTICA DE PRIVACIDADE