7 jul 2019 domingo 21:30
Sala 2
Orquestra Clássica do Politécnico do Porto
07 - Orquestra Clássica do Politécnico do Porto
  • A Sinfonia nº1 em Mib Maior, op.11 (1809), de Domingos Bomtempo (ca 25`)

    Apesar de ser o maior nome da música instrumental do final de setecentos em Portugal, o compositor e pianista João Domingos Bomtempo permanece ainda relativamente desconhecido. Filho do italiano Francesco Saverio Bomtempo, oboísta vindo para Portugal para integrar a Real Câmara em meados do séc. XVIII. Faz-se músico ainda jovem e em 1801, aos 26 anos, decide aperfeiçoar-se: escolhe Paris, em vez de Roma ou Nápoles (como era habitual entre os seus pares), e opta pela música instrumental em vez da ópera – o piano.

    A Sinfonia n.º 1, composta provavelmente de 1809, é um marco na nossa História da Música, por ser a primeira sinfonia clássica escrita por um português.

     

    Sinfonia nº1 em Dó Maior, op.21 (1799-1800), de Ludwig van Beethoven (ca 28`)

    A primeira das nove sinfonias de Ludwig van Beethoven, foi composta em Viena entre os anos 1799 e 1800, no fase em que os musicólogos designam de primeiro período de Beethoven.

    A sinfonia apresenta um estilo eminentemente clássico, uma composição que no seu conjunto decorre da mais pura tradição Mozartiana e Haydiana embora com suficiente inovação e qualidade para ser uma obra prima profundamente original.

     

     

    O Concerto de estreia será precedido por um Ensaio Geral, aberto à comunidade (dia 6 de julho).

    A estreia da OCPP realiza-se dia 7 de julho, às 21.30h na Sala 2 da Casa da Música.

     

    Criada com o objetivo de garantir a estudantes e alumni da comunidade P.PORTO uma estrutura musical orquestral que permite empreender, desenvolver e aperfeiçoar uma atividade instrumental/orquestral, individual e coletiva, de forma regular e orientada. Assegura um espaço de iniciação e contato com uma prática orquestral de cariz semiprofissional, que se posiciona entre uma atividade musical orquestral escolar, desenvolvida no âmbito de um currículo escolar formativo, e uma atividade musical orquestral profissional, desenvolvida no âmbito do mundo do trabalho profissional em música. Foi também pensada como um lugar de apresentação e de valorização do talento musical e de uma prática instrumental, técnica e artística de excelência adquirida e desenvolvida ao longo de vários anos.

    A Orquestra Clássica do Politécnico do Porto é dirigida por diferentes maestros convidados com a missão de organizar, preparar e orientar/dirigir os ensaios e os concertos da OCPP, tendo em atenção os reportórios e eventuais solistas escolhidos para cada um dos projetos artísticos.

    Constituída, na sua formação de base, por 37 músicos, divididos pelos seguintes instrumentos (madeiras, metais, percussão e cordas), funções (concertino, adjunto do concertino e chefe de naipe) e categorias (Solista A, Solista B e tutti). Para além da atividade orquestral que realiza em momentos previamente definidos, poderá, ainda, promover e apoiar a realização de diferentes projetos de música de câmara, de número e geometria instrumental variável, com os seus instrumentistas.

     

    Comentários

x
A Fundação Casa da Música usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras. Para obter mais informações ou alterar as suas preferências, prima o botão "Política de Privacidade" abaixo.

Para obter mais informações sobre cookies e o processamento dos seus dados pessoais, consulte a nossa Política de Privacidade e Cookies.
A qualquer altura pode alterar as suas definições de cookies através do link na parte inferior da página.

ACEITAR COOKIES POLÍTICA DE PRIVACIDADE